Dez dicas para o tradutor autônomo

Grande parte dos tradutores que conheço são autônomos, principalmente aqueles que trabalham com livros, pois são pouquíssimas as editoras (se é que existe alguma – eu não conheço!) que mantêm funcionários internos para esse tipo de serviço. Já falamos em vários textos aqui no Ponte de Letras sobre as vantagens e desvantagens de se trabalhar…

Primeiro passo: planejamento

Quem nunca traduziu um livro tende a achar que os tradutores editoriais têm todo o tempo do mundo para executar seu trabalho. Afinal, não têm que ficar à disposição de agências ou clientes diretos, não têm entregas diárias – nem sequer semanais –, não têm quase nenhuma cobrança externa. Porém, a tradução de um livro,…