O desafio da tradução literária

Embora seja tradutor profissional desde 2006, minha experiência com textos literários pode ser resumida aos exercícios da época de faculdade. E embora tenha estudado com excelentes professores, como Lenita Esteves e John Milton, na FFLCH, sempre evitei me aventurar pela tradução de literatura, em parte por ser mais familiarizado com textos técnicos, devido a minha…

Ler é fundamental

O tradutor literário precisa ser uma espécie de escritor? Ouço essa pergunta com frequência. O tradutor, seja literário ou não, precisa escrever bem. Escrever bem e ser escritor são coisas diferentes. Muitos tradutores são escritores e vice-versa, mas não é regra. Acredito que, muito antes de pensar em ser escritor, o tradutor literário precisa ser…

São tantas vezes…

Era uma vez uma menina que devorava livros. Passou direto do leite da mãe para as páginas cheias de figuras e letras sem estranhar. No início, as formas e cores dominavam. Muitas vezes, havia textura, sons… ela os saboreava mais com as mãos do que com os olhos. Conforme foi crescendo, começou a pegar mais…

Quando largar o osso?

Outro dia a Natasha Malara, iniciante na atividade tradutória, expôs suas dúvidas e aflições no grupo Tradutores/Intérpretes do Facebook. Com autorização dela, editei a pergunta para destacar o ponto a ser abordado e, quem sabe, poder colaborar na discussão de um assunto que atormenta muitos tradutores, entre os quais me incluo. Trata-se de uma questão…

Primeiros passos

Quando decidi pela carreira de tradução, exatamente na primeira aula do curso de Letras – Tradutor e Intérprete na Faculdade Ibero-americana (posteriormente, UNIBERO), não sabia o que me esperava. Cheguei lá meio por acaso, sem saber direito o que era tradução, quais eram os requisitos básicos para a profissão, perdido no meio de pessoas que…