Dores e delícias

  Há quem diga que nenhuma tradução é fácil. Às vezes, um trecho aparentemente simples pode conter mil e uma sutilezas, e o tradutor é obrigado a “se virar nos trinta” para conseguir transpor um mar de significados para outro idioma. Mas, convenhamos, algumas são mais fáceis que outras. Não necessariamente são menos complexas, mas…

Vamos falar de panelas?

Desde muito cedo, ainda na época da escola, todo mundo ouve falar das panelas: aqueles grupinhos insondáveis que se formam, geralmente unindo os “famosos”, “os CDFs”, “as gatinhas”, “os malandros”, “os bagunceiros” e por aí vai. E muita gente fica de fora das panelas. Alguns até transitam pelas panelas, mas não se encaixam bem nem…

O primeiro de 2015

2015 começou. Estamos felizes por dividir mais um ano aqui no Ponte, entre nós e com vocês. Livres do “peso” dos primeiros dias do ano, nos quais temos a impressão de que precisamos entrar na forminha das resoluções e passar a viver a vida perfeita que imaginamos da manhã do dia 1o de janeiro em…

Hábitos que melhoram o trabalho

No último texto da Flavia, ela deu algumas dicas importantes para tradutores, e, no texto de hoje, quero aproveitar os itens 6, 7, 8, 9 e 10, juntar tudo e acrescentar minha opinião. Este é meu último texto do ano aqui no Ponte, e talvez eu consiga deixar algo para reflexão, talvez possa contribuir para…

Dez dicas para o tradutor autônomo

Grande parte dos tradutores que conheço são autônomos, principalmente aqueles que trabalham com livros, pois são pouquíssimas as editoras (se é que existe alguma – eu não conheço!) que mantêm funcionários internos para esse tipo de serviço. Já falamos em vários textos aqui no Ponte de Letras sobre as vantagens e desvantagens de se trabalhar…

Trabalho em equipe

Meu caso de amor com a tradução literária começou de fato em 2004. Como, acredito eu, todo mundo que trabalha nessa área, sempre amei ler e aprendi bem cedo; a literatura sempre foi um lugar sagrado para mim. Trabalho com tradução desde 2000, ano em que me formei, mas a juventude me fez andar brevemente…