Nem tudo o que reluz é ouro

Como já dissemos por aqui, o Ponte de Letras participou do VI Congresso Internacional da Abrates no início de junho. Pelo retorno que tivemos até agora, nossa palestra parece ter sido bem recebida, mas uma das partes mais gratificantes de participar desses eventos é o contato com tradutores que são também leitores aqui do blog.…

O que faz Você infeliz?

O que faz Você infeliz?   O tradutor autônomo trabalha em casa, faz seus horários, acompanha a rotina da família, tem todas as regalias do lar ao alcance das mãos a qualquer hora do dia. Faz intervalos quando quer, pode interagir no Facebook e no Skype quantas vezes quiser durante o dia, tem acesso a…

O primeiro de 2015

2015 começou. Estamos felizes por dividir mais um ano aqui no Ponte, entre nós e com vocês. Livres do “peso” dos primeiros dias do ano, nos quais temos a impressão de que precisamos entrar na forminha das resoluções e passar a viver a vida perfeita que imaginamos da manhã do dia 1o de janeiro em…

Até daqui a pouco

Está chegando o fim do ano, aquele momento em que paramos para fazer um balanço dos meses que passaram e planejar o ano que está por vir. Mesmo sabendo que datas não passam de uma divisão formal do tempo, é interessante aproveitar essa convenção para refletir e analisar o caminho que estamos seguindo, o que…

Hábitos que melhoram o trabalho

No último texto da Flavia, ela deu algumas dicas importantes para tradutores, e, no texto de hoje, quero aproveitar os itens 6, 7, 8, 9 e 10, juntar tudo e acrescentar minha opinião. Este é meu último texto do ano aqui no Ponte, e talvez eu consiga deixar algo para reflexão, talvez possa contribuir para…