Voltamos!

2016! Estamos prontos para mais um ano de trabalho. Quem acompanha o PdL desde o início, lá em 2013, sabe o quanto nos esforçamos para manter essa relação gostosa de bate-papo no blog e trazer textos que tenham a ver não apenas com a tradução, mas também com o dia a dia do tradutor. Neste…

Um segredinho sobre tradução

  Não sei se vou chover no molhado, mas vou contar para vocês alguns segredinhos sobre a tradução. Para isso, não vou usar nenhuma teoria de forma explícita, mas elas estarão por aí, pairando sobre as minhas palavras torpes.   Aviso: este texto tem ironia, tem brincadeira, tem seriedade e é bastante vapt-vupt. Mas o…

Ninguém liga!

Diálogos não mais tão insólitos: – Fulano está de mudança. – Que Fulano? – Fulano de Tal. – Ah, sim, está se mudando para o Facebook, né? Não sai mais de lá, passa o dia reclamando e postando lição de moral. Relutei em escrever este texto. Não queria falar sobre uma coisa que quero evitar…

Tradutor em tempos de crise

Passei a semana toda pensando em escrever sobre Frankfurt e os resultados da feira. Pesquisei, reuni informações, colhi dados, números, analisei, tabulei, refleti… e desisti. De que adianta relacionar números? Já não temos na prática diária do ofício o termômetro da crise no nosso mercado? A verdade é que o mercado editorial, como todos, tem…

Quem será o primeiro?

Um cartaz exposto pela organização da Frankfurter Buchmesse de 2014 questionava: “Who will be first?”. Eu acho que esse questionamento realmente resume o espírito da maior feira mundial de livros que começa no próximo dia 14 de outubro, em Frankfurt, Alemanha. Todo mundo que realmente importa no mercado editorial enquanto negócio está lá: editores, agentes…

Você está cuidando de sua saúde financeira?

Aproveitando que a Carolina mencionou o momento econômico complicado pelo qual o país está passando nesse post, fiquei pensando em como as coisas mudam e as noções se invertem. A maioria das pessoas sempre demonstrou certa resistência em ser autônomo pela falta de estabilidade associada a esta condição. Mas será mesmo? Sei que existem áreas…

Interpretação e eventos ao vivo

Eu penso na interpretação como a irmã mais velha da tradução simplesmente pelo fato de a língua falada ter vindo antes da escrita. Apesar de ter se tornado mais reconhecida somente após o julgamento de Nuremberg, é de se imaginar que ela já acontecia (bem menos formalmente) nas interações entre povos de culturas e idiomas…

Os ovos e os cestos

Nos últimos meses, com o balanço feito pelas editoras, muitas notícias estão sendo divulgadas sobre a queda na venda de livros. Como é normal que aconteça, uma certa insegurança surgiu em quem depende dos livros para viver. Viver de livros poderia ser muito poético se este post não estivesse falando de épocas difíceis na economia.…

Traduttore, traditore?

A expressão é ridícula, mas tem uma grande utilidade: ela diz muito sobre a pessoa que a usa. — Renato Motta, tradutor Quer matar um tradutor de ódio? Utilize essa expressão, é a melhor maneira. Vinda do italiano por vias muito tortas, o velho, surrado e injusto adágio traduttore/traditore (tradutor/traidor), tão antigo e empoeirado, remonta…

Quanto custa o conhecimento?

Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Uma crise destrói uma herança, mas não uma profissão. Não importa se você não tem dinheiro, você é uma pessoa rica, pois possui o maior de todos os capitais: a sua inteligência. Invista nela. Estude. (CURY, Augusto) Um parágrafo curto, simples, mas que resume perfeitamente…