Traduzir culinária não é bolinho!

Traduzir textos culinários não é muito diferente de traduzir qualquer outro texto: a receita está nos detalhes. O conhecimento dos ingredientes e das técnicas ajuda muito a decifrar várias expressões que parecem banais, mas não são. Por exemplo, é bom saber a diferença entre refogar, fritar, selar, saltear e grelhar. Sovar, empanar, sous-vide, ramequim e…

O desafio da tradução literária

Embora seja tradutor profissional desde 2006, minha experiência com textos literários pode ser resumida aos exercícios da época de faculdade. E embora tenha estudado com excelentes professores, como Lenita Esteves e John Milton, na FFLCH, sempre evitei me aventurar pela tradução de literatura, em parte por ser mais familiarizado com textos técnicos, devido a minha…

A primeira vez a gente nunca esquece

Nunca tinha pensado em traduzir livros. Estou acostumada a cronogramas relativamente curtos (prazos de 15, 20 dias no máximo, para projetos maiores) e assuntos diferentes a cada projeto, e gosto disso. É bom variar, deixa a cabeça arejada. Um dia, uma colega da antiga comunidade de tradutores do Orkut me disse que a editora dela…

Tradutores & dicionários

— Como? Não conhece essa palavra? Mas você não é tradutor(a)? Quem nunca ouviu as perguntas acima, acompanhadas de uma expressão incrédula, que atire o primeiro dicionário (na minha estante!). É a imagem frequente que o público em geral faz dos tradutores, quase um arquétipo mental da categoria, a de que somos “dicionários ambulantes”. As…