A criança em seu ritmo, mas dentro da realidade

Em maio, completei dez anos de tradução. Em novembro, meu filho completará dez anos de idade. Ou seja, na barriga, no colo ou na cadeira ao lado, ele sempre acompanhou meus trabalhos e sempre leu muitas coisas que traduzi, principalmente porque tive o prazer de traduzir muitos livros infantis, livros com os quais ele cresceu.…

São tantas vezes…

Era uma vez uma menina que devorava livros. Passou direto do leite da mãe para as páginas cheias de figuras e letras sem estranhar. No início, as formas e cores dominavam. Muitas vezes, havia textura, sons… ela os saboreava mais com as mãos do que com os olhos. Conforme foi crescendo, começou a pegar mais…