VI Congresso Internacional da Abrates – Um sucesso muito além do esperado

Para a maioria dos tradutores, sempre em suas tocas e bat-cavernas, um evento de tradução é sempre uma oportunidade excelente de ver a luz do sol e enxergar que além das quatro paredes e do computador existe um mundo de pessoas – e de possibilidades. Para nós, do Ponte de Letras, o VI Congresso Internacional da ABRATES foi um evento muito emocionante. Ver quase 900 pessoas falando a mesma língua – em várias línguas –, participando de palestras, buscando aumentar conhecimentos, trocar experiências e também conhecer o trabalho dos colegas foi mágico.

Neste momento, devemos olhar para o lado e reconhecer o colega como uma força a mais na luta por melhorias nas condições de trabalho de uma forma geral, como alguém que pode aprender conosco e nos ensinar muito. E a ABRATES é o nosso ponto de encontro, uma associação que quer crescer com seus associados e trazer ainda mais benefícios. Para isso, ela depende da gente.

Conseguimos falar com alguns participantes do Congresso e pedimos para que eles dessem suas impressões sobre o evento. Eles ecoam e reforçam tudo o que dissemos e sentimos nestes três dias. Nosso agradecimento à ABRATES, a todos os colegas que compartilharam conosco esses três dias deliciosos e aos colegas que deram depoimentos. Deem uma olhadinha:

Para um tradutor ainda em início de carreira, como eu, a ABRATES basicamente proporcionou um ambiente inacreditável para que se tornasse possível o acesso às informações e experiências de profissionais já com mais tempo de estrada, e, ao menos em meu caso, até o encontro com alguns de meus ídolos da área, culpados por me inspirar a querer me aventurar por esse mercado que agora já não me parece mais tão misterioso. Me sinto extremamente feliz por ter tido a oportunidade de participar de um evento como esse. Obrigado, ABRATES!

Leonel Ferro, tradutor de Viçosa, Minas Gerais

Além da ótima organização, das palestras enriquecedoras com temas super pertinentes e dos momentos de networking, acho que o #abrates15 deixou claro que nós, tradutores e intérpretes, somos mais fortes, mais expressivos, juntos. Salas literalmente cheias de pessoas mostram como nosso mercado está crescendo e como os profissionais estão cada vez mais interessados em aprender – e isso é muito bom!

 Fernanda Rocha, tradutora de Cantagalo, Rio de Janeiro

As salas lotadas às 8h30 eram a maior comprovação do interesse do público nas palestras. O verdadeiro desafio não era acordar cedo, mas circular nos intervalos sem enroscar em umas quatro ou cinco rodinhas para botar o papo em dia com colegas de longa data ou conhecer na vida real as carinhas que só vemos nos perfis virtuais. O evento valeu cada segundo investido, a organização está de parabéns.

Paula Ianelli, tradutora de São Paulo, Capital

Nada consegue ser mais enriquecedor para um profissional que a troca de experiências. O VI Congresso Internacional de Tradução e de Interpretação da ABRATES foi uma excelente oportunidade para crescermos todos juntos: tradutores mais experientes indicando o caminho para os tradutores iniciantes, e os iniciantes – com perguntas e questionamentos sempre muito pertinentes – indicando novas perspectivas e novos olhares sobre tradução. Quero deixar aqui meu agradecimento à organização do evento e aos colegas do Ponte de Letras pela parceria – principalmente por manterem este espaço onde podemos continuar com o espírito de compartilhamento durante todo o ano.

Candice Soldatelli, tradutora eternamente em formação, de Santa Maria, Rio Grande do Sul

‘Magnitude’ é a palavra que me vem à mente para descrever o VI Congresso Internacional da Abrates. Com três dias de duração e seis salas, o evento proporcionou aos mais de 800 participantes múltiplas experiências culturais, profissionais e pessoais, desde a ótima ideia do passeio pelo Centro de São Paulo à diversidade dos temas e a interação com os colegas.

Heitor M. Corrêa, tradutor do Rio de Janeiro

Foi corrido, foi cansativo, foi tudo isso e muito mais: foi sensacional.

Foi também com muito mais acertos do que erros, muita concordância, quase nenhuma discórdia nas reuniões, com muita paciência e disposição para fazer a coisa funcionar. Com apoio de gente experiente em eventos, gente que veste a camisa mesmo, que busca soluções, que se doa. Com apoio de quem não está na Diretoria, mas que deu sua contribuição. Com respeito aos acertos da Diretoria anterior. Com um sem-fim de boa vontade.

Assim foi fazer do VI Congresso Internacional da Abrates, sem dúvidas, o maior evento de tradução e interpretação do Brasil.

Sou suspeito pra falar, sou um dos pais da criança, mas tenho a sensação nítida, pela repercussão, que fizemos as coisas certas.

Todos nós. Diretoria, palestrantes, associados, participantes e equipe de apoio.

William Cassemiro, tradutor e membro da diretoria da ABRATES, de São Paulo, Capital

Nos vemos em 2016!

Anúncios

10 comentários sobre “VI Congresso Internacional da Abrates – Um sucesso muito além do esperado

  1. Ótimo relato. 🙂 Eu fui e senti um misto de tudo que foi colocado! Sou aluna de Letras (bacharelado) na UFRGS e sempre sentia uma inquietação e uma necessidade de ver quem são os tradutores, desbravar a área, saber como trabalham, como solucionam as saias justas, sentir uma certa irmandade com os meus colegas de profissão mesmo (porque muitas vezes nos estágios que tive nesse tempo de faculdade me sentia muito sozinha nos meus problemas, e a faculdade se descolava bastante da realidade do dia-a-dia) hoje me sinto um pouco mais acolhida nesse mundo cão da tradução! Heheh só achei que a minha timidez atrapalhou um pouco esse tal de networking que parece tão estrangeiro pra mim. Vai ter que ficar pra um próximo evento! Só posso dizer que o saldo do #abrates15 foi bastante positivo! 🙂

    • Da próxima vez, não se acanhe, Fabiana. Converse com o povo, a gente parece maluco, mas é do bem. rs Agora, falando sério, foi muito importante esse primeiro passo para muita gente que está no início da carreira. Na minha opinião, saber que é possível chegar lá, aprender um monte com colegas de profissão mais experientes – sim, são todos colegas –, sentir-se acolhido, como você se sentiu, faz muita diferença para continuar a buscar seu caminho, a construir sua carreira. Em 2016, esperamos que você venha falar com a gente, viu? 😉

  2. Só passei pra dizer que a participação de vocês no congresso foi excelente! Confesso que ainda não conhecia o Ponte de Letras, mas, como também sou tradutora literária, assisti à apresentação de vocês (e também à mesa redonda da qual o Petê e a Carolina participaram) e tive uma gratíssima surpresa! Parabéns, mandaram muito bem (e também conquistaram mais uma seguidora do PdL :])!

    • Oi, Thalita, que bom que gostou! Nossa intenção é contar um pouco da nossa experiência diária e trocar idéias com os colegas, acompanhe os posts e use nossos canais de contato sempre que quiser. Seja bem-vinda!

    • Foi mesmo muito legal, não foi? A gente trabalha bastante, mas se diverte também.

      E você fechou com chave de ouro, Ulisses. Dava para ver que todos estavam gostando muito.
      Mal podemos esperar pelo próximo. 😉

      Abraços,

  3. Pingback: My impressions on the VI Abrates Conference – Part 2 | Carol's Adventures in Translation

Vamos conversar? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s