Hábitos que melhoram o trabalho

No último texto da Flavia, ela deu algumas dicas importantes para tradutores, e, no texto de hoje, quero aproveitar os itens 6, 7, 8, 9 e 10, juntar tudo e acrescentar minha opinião.

Este é meu último texto do ano aqui no Ponte, e talvez eu consiga deixar algo para reflexão, talvez possa contribuir para que o ano de 2015 de quem lê o blog seja um pouco melhor.

Antes de começar, quero relembrar os itens aos quais me refiro:

6 – Faça exercícios físicos

7 – Faça intervalos

8 – Não se isole

9 – Programe seu dia

10 – Tenha um plano B

Esses itens foram muito bem explicados no post original, mas vale reforçar todos eles e dizer que são coisas totalmente possíveis de fazer. Se eu consegui, você também consegue, pode acreditar.

Quando comecei a traduzir, há dez anos, minha vida se transformou de uma vez, tudo ao mesmo tempo no mesmo ano: disse tchau para um emprego fora de casa, para uma rotina de pouco tempo para comer e muito tempo em pé, andando de um lado a outro (item 6). Meu filho nasceu, e como precisava cuidar dele e do trabalho dentro do home office, eu não fazia intervalos para reorganizar as coisas (item 7), me isolei para dar conta de tudo (item 8) e planejar o dia não era muito fácil com um bebê e vários afazeres (item 9). Plano B? Não tinha (item 10).

Passei alguns anos assim, buscando “estabilidade” no mercado de tradução, aprendendo a lidar com uma vida totalmente nova, com desafios novos, com situações diferentes. Era mãe e autônoma de primeira viagem. Eu dizia não para a interação social, saía de casa pensando em voltar para trabalhar, me descabelava com os prazos, mas não podia planejar muita coisa, cada dia era um dia. Eu me preocupava em cuidar das necessidades do rebento e em traduzir. Foram anos de aprendizado. Hoje vejo que foram necessários, que me deram a base para ser mãe e para ser tradutora. Precisava aprender, na prática, a fazer as duas coisas. E aprendi. Estou aprendendo ainda, mas como melhorei!

Dos cinco itens expostos, o único que ainda não está totalmente incorporado é o 6, mas já comecei a cuidar dos exercícios físicos, só não integrei a prática à rotina. Estou chegando lá. E vou chegar. Está escrito, está definido. 🙂

Aprendi a importância de fazer intervalos ao longo do dia. Os minutinhos para beber água, para assistir a um episódio de uma série ou para tirar um cochilo são revigorantes. Fazer alongamento também faz muito bem, mas só se espreguiçar já ajuda. Intercalar o trabalho com o cumprimento de tarefas do dia a dia, como ir ao mercado, preparar uma refeição, organizar alguma coisa, ajuda a descansar a mente, que fica tão sobrecarregada na hora de traduzir. O que a condição de freelancer oferece, o acesso fácil a vários aspectos de nossa vida, inclusive o pessoal, deve ser usado da melhor maneira. E pode acontecer entre um “pomodoro” e outro. Já falamos aqui sobre a técnica Pomodoro, mas nunca é demais repetir.

Não me isolo mais, nem nas épocas mais difíceis. Sair para bater papo, para jantar, para visitar um amigo ou ir a um evento faz com que eu volte para o trabalho mais disposta, mais focada. É claro que é preciso equilibrar as coisas, saber quanto tempo será reservado para o passeio, para que as saídas não acabem virando motivos para procrastinar ou “fugir” da obrigação.

Programo meu dia de acordo com os compromissos. Tenho compromisso à tarde? Vou ter que trabalhar de manhã. O dia todo vai ser meio “perdido”? Vou separar umas horinhas à noite. Programar é ser flexível, é conseguir fazer mais (ou o necessário) dentro das possibilidades de cada dia.

E para os dias em que se programar não é possível, o plano B entra em ação. Pode ser um fim de semana de trabalho para compensar dias “perdidos” da semana, pode ser ter uma mochila com um kit trabalho (laptop, teclado, mouse, carregadores, suporte) para os dias em que trabalhar fora de casa é a única opção (na casa da mãe, na escola do filho, na biblioteca).

Você pode ter planos B, C, D e assim por diante, mas organize o Plano A: você precisa entender que ficar o dia inteirinho em cima de uma tradução nem sempre garante produção maior. Às vezes, só aumenta a frustração ver que você poderia ter feito em 6 horas de concentração o que fez em 18 horas de cansaço misturado com procrastinação. Muitas vezes, sair para respirar é exatamente do que você precisa para trabalhar com pique renovado e terminar o que precisa entregar.

Um ano está chegando e talvez você, como eu, precise de uma mudança. Eu me proponho a cuidar do item 6, é o mais necessário para mim no momento. Quero voltar aqui no ano que vem e dizer que consegui. Quem vem comigo? Escolha o seu item e se comprometa. 😉 As pessoas de seu convívio agradecerão, você se sentirá mais feliz e essa mudança positiva só trará bons resultados no seu trabalho.

Anúncios

2 comentários sobre “Hábitos que melhoram o trabalho

  1. Nossa!! Adorei seu post, Carol! Assim como o último texto da Flávia a que você se refere! Os textos aqui sempre são uma inspiração para mim e, ao absorver todas as informações que leio, consigo me organizar melhor e viver bem! Eu me obrigo a fazer academia, pelo menos, duas vezes por semana. Meu pai, que é personal, me passa um treino não muito longo, assim não fica tão difícil fazer exercícios. Está sendo um incentivo para eu não desistir e talvez possa ajudá-la também! Beijos!!!

    • Que bacana, Alline! Obrigada por escrever e por contar um pouco sobre os seus bons hábitos. 🙂 Pode acreditar, é uma forma de nos incentivar a seguir com os objetivos. É bom saber que é possível, sabe? 😀 Deve ser ótimo ter um pai personal! haha E você tem razão, o treino não precisa ser longo e exaustivo. Tenho lido muito sobre treino funcional; logo, logo coloco tudo em prática! Beijão!

Vamos conversar? Deixe seus comentários!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s