O original, o (des)pudor e a tradução

Uma das coisas mais básicas e mais certas que aprendi na faculdade de tradução, logo que comecei a estudar, foi que tradutor não deve ter pudor. Para mim, sempre fez muito sentido. Eu não sou o que estou escrevendo, sou só a mensageira, quem passa o recado de lá pra cá. Mas, ao longo dos…