Existe cultura inútil?

Outro dia estava assistindo a Os Simpsons – um dos poucos programas de TV a que prefiro assistir dublado – e um trecho de um diálogo me chamou a atenção. Era um daqueles episódios de Halloween, meio nonsense, que eles chamam de Casa da árvore dos horrores, mas isso não vem ao caso. O que…

Tudo se conversa…

No Congresso da ABRATES (Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes) deste ano, em Belo Horizonte, apresentei uma palestra sobre as várias partes do processo editorial, passando rapidamente pela compra de títulos, avaliação, tradução, preparação, revisões e envio para gráfica. Na segunda parte da palestra, apresentei uma pequena pesquisa que fiz com editores de casas editoriais de…

Traduzir séries: mais um, e mais um, e mais…

Já faz um tempo, principalmente no segmento infantojuvenil (ou young adult), que as histórias chegam ao leitor em partes. A narrativa se desdobra em trilogias, quatro, seis e até doze partes (ou mais!). São o que conhecemos como “séries”. Nos últimos anos, elas têm atraído um público cada vez maior e mais diversificado. Nós duas,…

Copi malquisto

Não faço preparação de texto nunca mais! Eu já disse isso, vários colegas já disseram isso e sei que ainda vamos dizer mais um tanto de vezes. Estou falando aqui da preparação de textos mal traduzidos que obrigam o preparador e, muitas vezes, o revisor e até o editor a retraduzirem frases e mais frases…